sexta-feira, 16 de julho de 2010

HOSPITAL DA CRIANÇA VAI CONTAR COM 280 LEITOS

O Hospital da Criança será entregue em agosto (Fotos Williany Brito)

O secretário estadual de saúde, Jorge Solla (foto), fez, na manhã de hoje (16), a última visita às obras do Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana. A nova unidade hospitalar, que teve um investimento total de R$52 milhões, está prevista para ser entregue à população em agosto.
O HEC será a maior unidade hospitalar do Norte/Nordeste dedicada exclusivamente ao atendimento pediátrico. Está sendo gasto R$38 milhões na construção e R$ 14 milhões em equipamentos. “A unidade vai contar com 280 leitos, sendo 40 de UTI e 30 semi-UTI. Os demais leitos estão distribuídos em especialidades. Com a construção do hospital, vai descentralizar o atendimento na área de saúde, interiorizando a oferta de procedimentos de média e alta complexidade”, disse o secretário em entrevista ao Acorda cidade.
Segundo ele, na próxima semana começa a instalação dos equipamentos. “Os equipamentos já vão ser instalados e, entre 30 e 45 dias, acredito que a gente tenha condições de colocar a unidade logo em funcionamento”, afirmou o secretário. A previsão é que sejam feitas, no primeiro ano de funcionamento, 8.172 internações, 24.300 cirurgias ambulatoriais e 48 mil consultas.

ESTRUTURA
O Hospital da Criança foi construído em uma área de aproximadamente 32,2 mil metros quadrado na Avenida de Contorno, ao lado do Hospital Clériston Andrade, às margens da BR 116. A construção, que teve início em janeiro de 2009, ocupa aproximadamente 16,2 mil metros quadrados.
O prédio tem oito andares e conta com cinco elevadores. Pensando na preservação ambiental e na redução de custos, foi implantado um sistema de aquecimento solar de água e uma estação de reciclagem de água.

REMUNERAÇÃO DOS ANESTESISTAS
Questionado sobre a remuneração dos médicos anestesistas de Feira de Santana, Jorge Solla afirmou que a atualização da tabela tem sido pleiteada junto ao Governo Federal. Ele lembra que o último reajuste da categoria foi há dois anos e reconhece a defasagem em alguns procedimentos. Os anestesistas, que atendem em hospitais e clínicas conveniados com o Sistema Único de Saúde – SUS, no município, estão em greve há mais de um mês.


Por Williany Brito
(Matéria publicada no portal Acorda Cidade, no dia 16.07.2010)

1 comentários:

genyval.jbf17 disse...

poxa que hopital massa eu como feirence estou grato! meu voto e de jaques wagner esse e o cara minha famila toda vai votar nesse cara

Postar um comentário