segunda-feira, 22 de março de 2010

ESCOLA: ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA E SOCIALIZAÇÃO

Ir à escola é fundamental para que a pessoa se sinta incluída na sociedade; é fazer parte, é ser reconhecido, ter seu espaço





A professora Magali Almeida afirma que a
socialização é imprescindível
no ambiente escolar

O primeiro contexto educativo que conhecemos ainda pequeninos é a família. A escola, que separa o indivíduo da família e ajuda a preparar a criança para as regras e os limites da vida em sociedade, é o principal espaço a possibilitar uma convivência e socialização mais amplas, segundo a coordenadora do ensino fundamental Karine Oliveira. “A escola é a etapa da socialização secundária da criança, onde ela começa a ter contato com o mundo letrado, da escrita, leitura e do brincar”, diz.
O Dia da Escola é comemorado nesta segunda-feira, 15 de março, mas são poucas as pessoas que possuem consciência disso. A data simboliza uma oportunidade para pensar o quanto essa instituição assume um papel importante na vida do individuo. “A criança, desde muito cedo, precisa de um espaço onde ela possa interagir com outras crianças. A escola vem para contribuir para a socialização, adaptação no decorrer do período de vida na escola”, diz Norma Guimarães, coordenadora do ensino infantil.
Segundo o secretário de educação de Feira de Santana, José Raimundo Azevedo, em 2009 51,5 mil crianças foram matriculadas regularmente na rede municipal de ensino. “Nesse ano, temos 54 mil vagas para crianças, adolescentes e adultos. Só fica sem vaga quem não procurar a escola”, afirma o secretário, que salienta: “A prefeitura tem a obrigação de dar a vaga até o dia 31 de março; até anexos estão sendo alugados para que nenhuma criança fique fora da escola”.
Ter uma criança fora da escola ou permitir a sua baixa frequência é crime e pode resultar em multa, prestação de serviço ou até 30 dias de prisão. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, a escola é obrigada a informar aos pais sobre a ausência dos filhos. Se o problema persistir, os responsáveis podem ser enquadrados no artigo 246 do Código Penal Brasileiro por "crime de abandono intelectual".

MISSÃO DA ESCOLA
As coordenadoras Karine e Norma acreditam que acompanhar o desenvolvimento de um aluno é missão das mais importantes. Segundo elas, cada fase da vida do indivíduo é marcada por diferentes necessidades e capacidades a serem exploradas, pois a cada passo é preciso aprender e adaptar a novas situações.
“Em primeiro lugar, nós, educadores, precisamos conhecer cada criança e, a partir daí, atender suas especificidades. No mundo em que nós vivemos hoje, um mundo globalizado, a função da escola é atender os aspectos cognitivos, afetivos e sociais da criança”, diz Karine. Ela salienta que a escola é um referencial do crescimento e precisa oferecer aos alunos as condições necessárias para que cada fase seja atravessada da melhor forma possível.
De acordo com os especialistas, uma boa escola é aquela que permite o desenvolvimento integral do aluno. Isto inclui aspectos físicos, psicológicos, intelectuais e sociais, com a ajuda da família e da comunidade. “Além de oferecer conhecimento, a escola tem que dar para criança espaço para interação e partilha. A parceria entre escola e família é algo de extrema importância. Por isso, os espaços educativos em sala de aula são importantes. A diversidade cultural tem que ser trazida, para que elas possam interagir com o ambiente alfabetizador”, diz a coordenadora Norma.
A escola é fundamental para o aprendizado, é a base da vida, tanto profissional como social. A professora Magali Almeida cita algumas das importâncias da instituição de ensino na vida da criança. “O ambiente escolar oferece interação com o mundo, socialização, troca de conhecimento e, sem dúvida, a busca de aprendizagem. Esse é o verdadeiro papel da escola”, salienta a docente.
Por Williany Brito
(Matéria publicada no Jornal Folha do Estado, no dia 14.03.2010)

1 comentários:

carol disse...

GOSTEI DO ARTIGO CLARO E COESO

Postar um comentário